30/06/15

"O amor é assim" - Capítulo 1 ...

  Olá gente linda, tal como prometi, aqui está o primeiro capítulo, vou tentar todas as semanas publicar um capítulo.
Podem encontrar no separador “ Cantinho da Leitura” tudo o que publicar da história.
  Deixem a vossa opinião.

                                              Capítulo 1
  Estava um dia lindo, o sol brilhava lá fora, os pássaros cantavam, tinha finalmente chegado a Primavera, mas Margarida em vez de estar a aproveitar o dia, estava a dormir, mas não por muito tempo.

- Margarida! Acorda, está um óptimo dia e tu aqui enfiada no quarto.

Abriu um olho, mas voltou a fecha-lo.

- Anda lá, tens cinco minutos para te levantares.

 Como viu que a mãe não lhe ia facilitar a vida acabou por abrir os olhos e levantar-se.

- Qual é a pressa?
- Nenhuma, mas está sol e tens é de aproveitar o dia.
- Que seca, eu aproveitava o dia era a dormir.
- Tivesses chegado cedo, Margarida estás cada vez pior.
- Outra vez a mesma conversa.
-O Afonso não é rapaz para ti…
- É dele que gosto e os pais só tem de aceitar.
- Margarida, ouve-me, um dia ainda te vais arrepender.

  Margarida revirou os olhos e mais uma vez ignorou o que a mãe disse.
Foi tomar um duche e de seguida preparou-se para ir dar uma volta à beira-mar.
  Quando estava finalmente pronta desceu as escadas e foi tomar o pequeno-almoço.

- Eu estava tão bem a dormir e a mãe tinha de me ir acordar.
- Margarida ganha-me juízo, se queres ser médica tens de atinar, tu não eras assim filha.
-Eu vou ser médica.
-Filha e nós estamos do teu lado, mas aquele rapaz não é boa companhia para ti, ele vai ser a tua desgraça.
- Eu amo o Afonso, é o meu namorado e a conversa acabou aqui.
- Tu é que sabes Margarida, mas depois não te venhas queixar.
- Não se preocupe mãe, vocês quando o conhecerem melhor vão gostar dele.
- Acho que isso é impossível, ele é má companhia e tu um dia vais ver o lado da razão.
- Toda a gente merece uma oportunidade.
- Nisso tens razão filha, mas o coração de mãe nunca se engana.

Acabou de tomar o pequeno-almoço e saiu porta fora sem se despedir da mãe.

Margarida
 Estou tão farta desta conversa dos meus pais, eu amo o Afonso, nunca gostei de ninguém como dele, é o homem da minha vida, quando o vejo sinto borboletas na barriga, ele faz-me sorrir como nunca ninguém fez.
Por vezes ele faz coisas que não deve, mas eu sei que ele é uma boa pessoa, tenho pena que os meus pais não entendam isso.
 O Afonso anda quase sempre metido em confusões, ultimamente tem combinado corridas ilegais de carros com uns amigos e eu como quero estar com ele tenho ido.
 Mas isso os meus pais não sabem e só rezo para nunca virem a descobrir, senão é que não podiam com ele.
  Quando há dois anos conheci o Afonso ele era uma pessoa completamente diferente do que é hoje.
Era um rapaz sempre preocupado com os outros, amoroso, não se metia em confusões, mas tudo mudou, desde que a sua mãe se separou do pai dele, revoltou-se e tornou-se na pessoa que hoje é.
  Sei que é difícil compreende-lo, mas para mim, ele continua a ser a pessoa que eu amo e por quem me apaixonei.

 Margarida chegou à beira-mar e sentou-se num banco, respirou fundo, aquele cheirinho a mar pela manhã sabia tão bem.
Olhou à sua volta fechou os olhos, estava cansada, a mãe tinha razão em certa parte, se ela quer ser médica tem de atinar e deixar-se de noitadas quase todos os dias.
   Hoje ia falar com Afonso, ia fazê-lo entender que apesar de ama-lo, vai ter de deixar de sair todas as noites e concentrar-se nos estudos.

31 comentários:

  1. Ansiosa pelo próximo capitulo :)

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito, vou tentar indo acompanhar (:

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Adorei, já estou ansiosa pelo segundo capítulo !

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia o blog mas agora tenho a certeza que vou passar cá mais vezes!!

    ResponderEliminar
  5. Venha mais um capítulo :)

    ResponderEliminar
  6. Gostei :D quero ler mais :D

    ResponderEliminar
  7. Hmm, quando se está cega por alguém , age assim :/

    Espero pelo próximo capitulo :)

    ResponderEliminar
  8. Está muito giro, venha o próximo capítulo :p

    ResponderEliminar
  9. r: Pois haha, é mesmo estranho xD

    ResponderEliminar
  10. Gostei :) que venha o segundo!

    r: Sabe mesmo bem*

    ResponderEliminar
  11. Muito bom, fácil de ler e ainda apor cima cativante :)

    http://amiudasempreaandar.blogspot.pt/ *

    ResponderEliminar
  12. Para começar parece-me muito bem! :)
    -Alexandra

    BlogBloglovin'Google+TumblrTwitterWe Heart It

    ResponderEliminar
  13. Adorei, mal posso esperar para o próximo capítulo. :)

    ResponderEliminar
  14. Também não sou de sair muito :)

    Gostei imenso!!! Estou ansioso pelo próximo :D

    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  15. Gostei, ainda não dá para ter percepção da história, mas estou a gostar.
    Posso-te dar um concelho? Coloca um pouco mais de descrição entre as falas, tipo expressão corporal da Margarida e da mãe, assim (pelo menos no meu caso), torna-se ainda mais fácil imaginar a cena...
    Não leves a mal a minha palavra, apenas uma opinião de leitora!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  16. r: vai chegar a tua altura de ir *.*

    ResponderEliminar
  17. No meu primeiro blog, publiquei várias história... entretanto, essa inspiração foi-se, infelizmente, mas ando a pensar seriamente em tentar recuperá-la xb

    ResponderEliminar
  18. Gostei bastante , tens uma maneira simples e bonita de escrever :)

    ResponderEliminar
  19. Olá gostei tanto, adorei! Não sei mais o que dizer por agora, mas fico à espera de mais!
    Beijinhos que te corra tudo bem.

    ResponderEliminar
  20. gostei imenso, que venham mais :D
    Li**

    ResponderEliminar
  21. A descobrir o blog! O blog em si é muito giro! Segui, vou leer o próximo capítulo! A história está muito bem conseguida!

    ResponderEliminar
  22. Gostei bastante ;) vou ler os próximos capítulos :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  23. Realmente é bastante complicado quando estamos apaixonados por alguém, parece que não conseguimos ver os defeitos um do outro. Mas, infelizmente, não podemos viver apenas de amor e de uma cabana :/

    ResponderEliminar
  24. Estou a gostar :)

    Amanhã vou ler mais!

    ResponderEliminar