12/07/15

"O amor é assim" - Capítulo 2 ...

 Olá gente linda, tal como prometido aqui está o capítulo, espero que gostem…
                                              
Capítulo 2

No último capítulo:
  Hoje ia falar com Afonso, ia fazê-lo entender que apesar de ama-lo, vou ter de deixar de sair todas as noites e concentrar-me nos estudos.
****
 Tenho de começar a pensar no meu futuro, o curso de Medicina exige muito e para isso tenho de me empenhar.
  Descalçei-me e fui molhar os pés, arrepiei-me, a água estava tão fria, peguei nas minhas coisas e caminhei lentamente até parar no bar da praia, sorri e entrei.
Sentei-me e esperei que o funcionário viesse atender-me.

 – Bom dia.

 – Bom dia, o que vai ser?

 – Um compal de manga laranja.

 – Já trago.

 Peguei no meu telemóvel e tentei ligar para Afonso mas ele não atendeu, respirei fundo, lá bem no fundo sabia que os seus pais têm razão.

 – Aqui tem menina.

– Muito obrigada.

 Bebi o meu compal calmamente e quando terminei, paguei e fui para casa, quando lá cheguei subi as escadas e fui para o meuquarto.
Estiquei-me na minha cama e quando já estava quase a adormecer o meu telemóvel começou a tocar.

 – Bom dia amor, já te tinha tentado ligar.

– Só uma pessoa burra é que me liga aquela hora, por isso não atendi, não sabias que estava a dormir.

 – Não precisas de falar assim, não sou vidente nem algo do género para adivinhar o que fazes.

 – Olha lá como falas.

 – Digo-te o mesmo e precisamos de falar.

– Já estamos a falar e logo vamos sair.

 – Estou a falar a sério, tu podes ir sair, eu já não sei.

 - Que conversa é essa? Já sabes que tens que vir sempre comigo, ou sais comigo …

 – Eu não vou contigo, o que te quero dizer é que a partir de agora vou cortar nas saídas nocturnas, tenho que me focar nos estudos.

 – O que? Só podes estar a brincar, logo estou aí às 21h para te ir buscar …

 – Afonso já disse …

– Até logo princesa.

  Ia dizer-lhe mais uma vez que não ia quando ele me desligou o telemóvel na cara, respirei fundo, as vezes consegue mesmo irritar-me, sinceramente começo a dar razão aos meus pais.
Logo se ele aqui aparecer vou ter mesmo de ir, já sei como ele é, é menino para armar um escândalo à frente dos meus pais e eu não quero isso.
 Sentei-me na secretária e abri o livro de Português, tinha mesmo que estudar.

Truz-truz

– Entre.

- Muito bem filha, ao tempo que não te via a estudar.

- Tem de ser mãe, se quero ser médica, tenho de me esforçar.

- Já gosto muito mais da minha filha assim.

- Prometo que vou esforçar-me.

- E eu acredito em ti, Margarida.

- Obrigada mãe.

- Não precisas de agradecer, sabes que estamos sempre do teu lado, mas as vezes tens algumas atitudes menos boas.

- Eu sei mãe, mas não se escolhe quem se ama.

- Nisso tens razão, mas a vida vai ensinar-te tanta coisa.

  E foi esta frase da minha mãe que me meteu a pensar, será que a vida vai ensinar-me a afastar-me do Afonso e seguir os conselhos dos meus pais?

27 comentários:

  1. Adorei!!! tens imenso jeito ;)

    Bjinhos Sandra Color-s

    ResponderEliminar
  2. Vou-te ser sincera, eu gosto da historia, gosto mesmo, mas há umas partes que achei confusas.
    No primeiro paragrafo o narrador está a falar na primeira pessoa e depois passa para a terceira e volta à primeira? Foi isso que me confundiu e por isso que achei que devesses de ter em atenção. Acho também que devias de por capitulos maiores. Mas de resto, a história em si está boa :) beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. tenho novidades no blog, passa por lá :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh muito obrigada :)
      esta loja deixa-se louca!

      Eliminar
  4. Gostei :)

    r: Sim, é verdade. Obrigada*

    ResponderEliminar
  5. Bom texto :)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. rsp 1: Toda a gente adora musica, nao ha quem nao goste (acho eu :s)

    rsp 2: muito obrigada *-*

    Agora já dá para perceber melhor os parágrafos. Um conselho que te dou, nao te apresses nem te pressiones a escrever um capitulo,foi uma coisa que eu aprendi. É por isso que agora estou a acabá-la de vez para depois postar a vontade, porque já estão escritos e estão. Se estiveres com aquela ideia de : "ai tenho que escrever o capitulo agora, porque se não os leitores ficam muito tempo a espera" mesmo depois de nem teres inspiração nenhuma nao acaba por funcionar bem percebes? Eu até diria para a escreveres até ao fim e depois aí publicares, mas agora que começaste a publicar, nao vais parar a meio claro. beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r: Pois , agora que já começaste nao vais parar a meio. Fazes bem então. De nada :)

      Eliminar
  7. Gostei muito :) vou esperar ansiosamente pelo próximo capítulo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. r: eu estive hoje a eliminar números que tinha no tlm de pessoas que já nem me lembrava que existiam. Também me senti muito mais leve :)

      Eliminar
    2. É normal que te tenha custado querida, foi uma parte importante da tua vida :)

      Eliminar
  8. Gosto muito do nome dos protagonistas, mas odeio que me desliguem o telefone na cara, é pior do que uma bofetada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Que dilema que senti agora! São duas coisas importantes como será que vai ser daqui para a frente... unh fiquei curiosa !
    with love, CAT ❤

    ResponderEliminar
  10. Ai, Margarida! É um nome tão lindo. Quando tiver uma filha vou chamar-lhe assim :P

    ResponderEliminar
  11. Gostei!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Fico entusiasmada para ver que reviravoltas vai ter esta história :)

    http://amiudasempreaandar.blogspot.pt/ *

    ResponderEliminar
  13. Olá, eu gostei, ainda bem que ela está a seguir o conselho dos pais, que com essa ajuda se apercebeu que o namorado não é boa influência.
    Espero pelo próximo
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. ADORO!!!! Escreves muito bem!!!

    ResponderEliminar
  15. Ai Afonso, Afonso. Essas conversas comigo iam dar tão mal... Espero bem que a Margarida abra os olhos e faça alguma coisa por ela (e, talvez, por ele) :/

    ResponderEliminar