20/07/16

“ O amor é assim…” – Capítulo 20

   Bom dia gente linda, vou aproveitar a minha manhã e vou acabar de tratar do vídeo dos pais do infantário do meu priminho.
E deixo-vos aqui mais um capítulo, espero que gostem.
   Desejo-vos uma excelente Quarta-feira a todas/os.
  Último capítulo:

- Tens de me prometer que vais ser forte, eu sei as lesões que tiveste, vais voltar a andar, pensa positivo, aquele rapaz tens de esquece-lo, existem rapazes muito melhores por aí. – Sorriu.
  
  Sorri para ele, como é que um ser humano podia ser assim tão bondoso, é tão bom quando as pessoas se preocupam connosco.
Lembrei-me do Rodrigo, é um bom amigo ele também, ele e o André tem isso em comum, sabem dizer sempre uma palavra amiga quando os outros mais precisam.
************************************************************
André
  Hoje não estava programado ir fazer uma visita ao hospital, mas uma das médicas que é minha amiga falou-me de uma jovem que está lá internada, o caso dela tocou-me, não sei por que mas fiquei com a sensação que tinha que ajuda-la, ninguém merece o que ela passou.
Quando lá cheguei fui ter com a Rita (a médica) ela indicou-me qual era o quarto, mas ainda fiquei a conversar com ela no corredor.
  Abri a porta do quarto, respirei fundo, só espero que a rapariga não reaja mal ao ver-me.
Olhei para ela, parecia um anjo com os olhos fechados, como é que alguém teve coragem de lhe fazer mal?
  Ela abriu os olhos, cumprimentei-a e notei que ela fez uma cara esquisita, deu-me vontade de rir, mas contive-me ao máximo, não queria que ela fica-se ainda mais envergonhada e nervosa.
Falamos um pouco e eu prometi que sempre que pudesse voltaria para vê-la e vou cumprir com a minha promessa.

- Tens razão, eu prometo-te que vou ser forte e vou superar isto tudo. - Sorri

- Assim é que se fala.- Retribui o sorriso.

- Posso fazer-te uma pergunta?

-Sim.

- O que leva um jogador a passar algum do seu tempo livre aqui no hospital?

- Hum… Eu sempre gostei de ajudar os outros e à coisa de um ano conheci a Rita, a tua médica, ela fez-me a proposta de começar a vir aqui visitar alguns doentes e eu comecei a vir e sabes é uma sensação tão boa.

- E eu agradeço-te por estares aqui este tempo comigo, distraí-me, não pensei tanto nos problemas e conheci-te. – Sorri.

- És do Futebol Clube do Porto?

- Sim sou e posso confessar-te uma coisa e prometes que não te ris?

- Sim

- Eu sou tua fã. – Sorri envergonhada.

- Ei, não precisas de ficar envergonhada, ser minha fã é bom. – Sorriu

“ Ai meu deus, que sorriso” – Pensei eu.

- Pensei que ias rir-te e depois ias-te embora chateado por eu ser tua fã.

- Que disparate, eu gosto muito das pessoas que me apoiam e tu és a minha fã número um.

Ri-me.

- A fã número um deve ser a tua mãe, pelo que vejo nas redes sociais é uma senhora simples e muito simpática.

- Estou a ver que conheces-me bem. – Sorriu.

- Um pouco, desde a primeira vez que te vi a jogar, gostei muito do que vi, tens imenso talento, desejo que tenhas um futuro brilhante, André. – Disse Margarida com toda a sinceridade que tinha.

- Assim deixas-me sem jeito, muito obrigada, és uma menina muito especial, tu desejas que eu tenha um futuro brilhante e eu quero muito que recuperes e sigas o teu sonho, sei que vais conseguir.

- Sei que vou conseguir, mas tenho a certeza que vou ter um longo caminho pela frente. – Uma lágrima desceu pela cara de Margarida.

- Então não te quero ver triste, combinado?

- Sim.

- Prometo-te que vou estar a teu lado, nunca vais estar sozinha na tua recuperação e acredita a Rita é uma excelente médica. – Prometeu André, segurando na mão de Margarida e sorrindo.

- Eu já era tua fã, mas agora, sei que és um ser humano brilhante e fiquei ainda mais fã, obrigada por tudo, André.

- Eu é que agradeço por ter uma fã assim como tu.

- Obrigada.

- Não precisas de agradecer, apenas quero que fiques bem.

- Esse é o meu maior desejo neste momento.

André sorriu e Margarida retribuiu-lhe o sorriso.

. Tenho que ir andando Margarida, mas eu volto, estás mais que prometido.

- Combinado, vou ficar à tua espera.

André aproximou-se de Margarida e deu-lhe dois beijinhos na sua cara.

- Boa tarde.

- Olá Rodrigo.

- O que faz um jogador de futebol aqui contigo? – Sorriu.

- O André costuma visitar os doentes e hoje calhou de vir aqui ao meu quarto. Disse, calmamente, Margarida.

- Olá, eu sou o Rodrigo, sou amigo dela.

- Olá, eu sou o André.

- Eu conheço-te, parabéns és um excelente profissional.

- Obrigada, bem eu tenho que ir, Margarida porta-te bem e Rodrigo gostei de te conhecer também.

André saiu e Rodrigo sentou-se à beira de Margarida.

 - Gosto de te ver com esse sorriso, a visita dele fez-te bem.
  
  Margarida sorria, desde aquele dia que nunca mais se tinha visto um sorriso na cara da jovem, mas André teve esse efeito nela, ela estava feliz, naqueles minutos que esteve com ele, não pensou nos problemas, mas sim que ia ficar boa, agora só ansiava que chegasse o dia em que ia voltar a vê-lo.



6 comentários:

  1. Nunca li nenhum capítulo da tua história e agora acabei de ler todos eles e estou a adorar a história. Grande imaginação! Mal posso esperar para o próximo capítulo. Beijinhos

    http://mariana-a-desorientada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Adorei a história flor! Sua imaginação nos encanta. Parabéns!
    Beijinhos no coração♥

    ResponderEliminar
  3. É a minha primeira vez por aqui e amei esse capítulo, irei seguir os outros <3
    Parabéns pelo blog, já estou seguindo para poder acompanhar as novidades

    www.papomoleca.com.br

    ResponderEliminar
  4. Estou ansiosa para o próximo, amo esta história!
    Beijinhos

    Mia | my-world-vibes.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Obrigado :)

    Adorei tbm :)

    NEW BEAUTY WISHES POST | What I would like To Try… Right Now.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar